7 de agosto de 2015

Lâmpada LED pode substituir conservantes em alimentos, diz pesquisa.


Pesquisadores da Universidade Nacional de Singapura descobriram que luzes de LED podem proteger alimentos contra bactérias, principalmente quando combinada a alimentos em baixas temperaturas (entre 4ºC 15ºC) e em condições ácidas.  De acordo com os cientistas, a luz azul pode substituir conservantes utilizados atualmente para frutas, carnes e peixes.

As células bacterianas contêm compostos sensíveis à luz que a absorvem e iniciam um processo que faz com que elas morram. O estudo provou que a técnica é ainda mais eficaz em condições refrigeradas. "A técnica pode atenter à demanda crescente por alimentos naturais ou minimamente processados, sem depender de produtos químicos como conservantes artificais", conta um dos pesquisadores.

O próximo passo do estudo é aplicar a tecnologia em amostras de alimentos reais e frescos, como frutas e carnes, para descobrir a iluminação pode efetivamente matar as bactérias sem deteriorar os alimentos.
Fonte:DailyMail

Protocolo de Paris será maior acordo climático do mundo com 190 signatários

Documento vai substituir o Protocolo de Kyoto, que entrou em vigor em fevereiro de 2005, mas tinha metas para um grupo de menos de 40 países desenvolvidos.
kioto.jpg

Há pouco mais de 100 dias para o início da 21ª Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP21), que ocorrerá entre 30 de novembro e 11 de dezembro próximo, em Paris, na França, a perspectiva é de assinatura do maior acordo climático do mundo. O Protocolo de Paris vai substituir o Protocolo de Kyoto, que entrou em vigor em fevereiro de 2005. Mas ao contrário do acordo anterior, que tinha metas específicas para um grupo de menos de 40 países desenvolvidos, o Protocolo de Paris será um acordo global que envolverá mais de 190 países que fazem parte da Convenção do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU).

Amazônia apodrece em lagos de novas hidrelétricas

Usina de Teles Pires descumpriu plano ambiental e alagou o reservatório com árvores dentro. Decomposição deve emitir grande quantidade de metano, gás do efeito estufa.
image-101-800x533.jpg
Madeira desmatada antes do alagamento não foi removida corretamente e ficou dentro do lago da usina


São Paulo – A hidrelétrica de Teles Pires deve começar a gerar energia com árvores apodrecendo dentro do seu reservatório, construído na divisa entre o Mato Grosso e o Pará, na floresta Amazônica. Boiando sobre o lago criado pela usina, o entulho pode ser visto de longe. São galhos, lenhas e toras de madeira, entre elas castanheiras e árvores de mogno. O apodrecimento dessa vegetação deve levar à morte de peixes e ao aumento da emissão do gás metano, pelo menos vinte vezes mais nocivo ao efeito estufa do que o gás carbônico. Impacto desastroso para um empreendimento que se apresenta como “fonte [de energia] limpa, renovável e ambientalmente correta.”

OMS anuncia vacina experimental que pode ser divisor de águas na luta contra o ebola

07-31-2015Guinea_Vaccine.jpg
De acordo com a OMS, embora a vacina até agora mostre 100 % de eficácia nos indivíduos



De acordo com a organização, embora a vacina até agora mostre 100 % de eficácia nos indivíduos, evidências mais conclusivas são necessárias em sua capacidade de proteger as populações.
São Paulo – A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou recentemente que uma vacina experimental contra o ebola testada na Guiné parece ser altamente eficaz e pode ser um divisor de águas no combate ao vírus. A OMS também irá substituir a Missão da ONU de Resposta de Emergência ao Ebola (UNMEER) que já alcançou o seu objetivo fundamental de intensificação da ação global para combater o surto do vírus na África Ocidental.
De acordo com a OMS, embora a vacina até agora mostre 100 % de eficácia nos indivíduos, “evidências mais conclusivas são necessárias em sua capacidade de proteger as populações”. Descrevendo os resultados iniciais como promissores e emocionantes, a diretora executiva da agência, Margaret Chan, disse aos repórteres que gostaria de dizer que se a vacina “se revelar eficaz, vai ser um divisor de águas. Vai mudar a gestão atual do surto de ebola atual e de futuros surtos”.
Enquanto isso, dizendo que o mundo já havia atingido um marco importante na resposta global ao ebola, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou que a UNMEER irá fechar e entregar seu papel de liderança à OMS. “A missão alcançou o seu objetivo central de expandir a resposta no terreno e de estabelecer a unidade de propósito entre os agentes de apoio e os esforços liderados nacionalmente."
Fonte:RedeBrasilAtual

Obama dribla Senado e lança plano para corte de CO2

Objetivo é regular a quantidade de gás carbônico que o setor de eletricidade pode emitir, essencialmente por meio do controle da poluição das usinas termelétricas movidas a carvão mineral.
Obama
Plano deve causar impacto na conferência de Paris, em dezembro, na qual os EUA despontam como líderes
São Paulo – Cinco anos depois de o Senado dos Estados Unidos ter rejeitado uma lei pioneira contra as mudanças climáticas, o presidente americano, Barack Obama, encontrou sua vingança: anunciou nesta semana um conjunto de medidas chamado por ele de “o passo mais importante que a América já deu na luta contra a mudança climática global”.