10 de junho de 2015

Bancários reúnem-se com HSBC para tratar da venda do banco no país

Encontro será realizadp hoje às 17h30; em esclarecimento prévio ontem, direção disse que funcionários integrarão a nova instituição que controlará as operações.
DSC_1541_juvandia_gerardo.jpg
Juvandia: "Assim que soubermos qual o novo controlador do banco vamos procurá-lo para saber dos empregos"
São Paulo – O Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região reúne-se hoje (10), às 17h30, com a direção do HSBC para tratar de notícias sobre a venda das operações do banco no país. A reunião contará também com a participação do sindicato da categoria em Curitiba e da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).
Ao anunciar o fim de suas operações no país, o HSBC confirmou a existência de um plano de reestruturação que vai suprimir 50 mil postos de trabalho no mundo. O sindicato e a confederação entraram em contato ontem (9) com o presidente do banco no Brasil, André Brandão, que negou as demissões, mas confirmou que o banco encerrará suas atividades no País.
Brandão disse que haverá a redução no número de seus funcionários no mundo, mas não fará demissões. Esses trabalhadores deixariam de pertencer aos quadros do HSBC e, depois da venda consolidada, integrariam a nova instituição bancária controladora. "Nossa preocupação é com a manutenção do emprego", enfatizou o presidente da Contraf-CUT, Roberto von der Osten.
A mídia veicula hoje que o Bradesco está na frente na disputa pela compra do banco. A informação é que o banco brasileiro teria oferecido US$ 3,4 bilhões pelo HSBC. Outros possíveis interessados são o Santander e o Itaú. Mas também há informações de que os três bancos estão em igualdade de condições na disputa.
“Estamos bastante preocupados, estamos acompanhando. Assim que soubermos qual será o novo controlador do banco nós vamos procurá-lo para saber dos empregos, das agências bancárias, da situação dos clientes aqui no Brasil”, afirmou a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Juvandia Moreira.
A nota do HSBC Brasil divulgada aos funcionários após a repercussão na mídia informa: “É importante ressaltar que este é um processo de venda e não um processo de encerramento das nossas operações no país, como saiu esta manhã equivocadamente na imprensa”. E continua: “Vale lembrar mais uma vez que processos como esse são demorados, porque dependem de minuciosas análises dos acionistas e estão sujeitos a aprovações regulatórias e outras aprovações. Isso quer dizer que não vemos nenhum impacto imediato para nós nem para os nossos clientes”, informa a nota assinada por André Brandão. A nota da matriz realmente não fala em fechar o banco no Brasil, mas em venda (sell).

Sociedade Brasileira de Pediatria é contra redução da maioridade penal

Documento entregue a deputados e senadores pede voto pela derrubada da PEC 171; SBP afirma que a medida é inconstitucional e priva crianças e jovens de direitos. Marcos Santos/USP Imagens
fundação casa
Inconstitucionalidade da PEC 171 é amplamente abordada no documento da SBP
Brasília – Em documento entregue na semana passada a todos os parlamentares do Congresso Nacional, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) posicionou-se a favor da derrubada da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de número 171, em debate no Legislativo brasileiro e que propõe diminuir o marco etário penal para 16 anos. De acordo com a entidade, a iniciativa visa orientar deputados e senadores na hora de votar a PEC.
A SBP defende que apenas medidas eficazes serão capazes de proteger adequadamente crianças e adolescentes do País e garantir os direitos que lhes são inerentes, impedindo a formação de adultos violentos.
“Boas condições de vida, proteção e afeto na infância resultarão em boas escolhas de relacionamento e bons rumos na adolescência”, afirma o documento. “Porém, se o contrário acontecer, trará todas as consequências negativas do desamparo da infância e adolescência”, completa o texto.
A inconstitucionalidade da PEC 171 é amplamente abordada no documento da SBP, inclusive com menções de trechos da Constituição de 1988. “A idade para maioridade penal faz parte de nossa Constituição Federal, sendo cláusula pétrea, isto é, inalterável”, lembra. “A proposta em discussão estaria assim desprezando os Artigos 227 e 228”, conclui.

Estatísticas

Amparada por estatísticas da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp), a SBP argumenta que jovens entre 16 e 18 (faixa etária que seria mais afetada por uma eventual redução da maioridade penal) são responsáveis por apenas 0,9% do total de crimes contra a pessoa praticados no Brasil.
“Por outro lado, o Brasil é o segundo país do mundo em número absoluto de homicídios de adolescentes, atrás apenas na Nigéria”, critica a entidade. “Hoje, os homicídios já representam 36,5% das causas de morte por fatores externos, de adolescentes no País, enquanto para população total correspondem a  4,8%”, acrescenta o documento.
Fonte:RedeBrasilAtual

Cientistas explicam a origem dos olhos azuis

capa_olhosazuis Segundo um estudo realizado por pesquisadores do Departamento de Medicina Celular e Molecular da Universidade de Copenhagen, revelou que os olhos azuis apareceram graças a um único indivíduo que nasceu em algum local da região do Mar Negro entre 7 e 10 mil anos atrás com uma mutação genética.
O pesquisador que liderou o estudo, Hans Eiberg, afirma que houve um acidente genético e que essa mutação afetou o gene OCA2, presente no genoma humano e um dos responsáveis pela produção de melanina.
Para chegar a esse resultado, Eiberg e sua equipe viajaram por diversas partes do mundo, simplesmente, para estudar o DNA mitocondrial de indivíduos com olhos azuis. Eles deram especial atenção à mutação genética associada com a redução na produção de melanina.
Houve 800 voluntários que participaram do mapeamento genético, e desse apenas um não apresentava exatamente as mesmas alterações associadas com a mutação responsável pela produção de olhos azuis. Mas, curiosamente, essa pessoa tinha olhos azuis com uma única manchinha castanha.
Segundo disseram, a partir do levantamento realizado, eles concluíram que todas as pessoas de olhos azuis descendem de um mesmo ancestral comum, de quem herdaram precisamente a mesma mutação genética. E quando os primeiros humanos começaram a migrar para a Europa há milênios, eles carregaram essa característica em seus genomas e isso talvez explique a maior concentração de pessoas com olhos azuis nesse continente.
Fonte: Live Science

Os 5 animais mais inteligentes do planeta

elefante  
Inteligência
Dizem que, nós, seres humanos, somos os mais inteligentes do reino animal – se bem que, levando em consideração as intermináveis guerras, os danos causados ao planeta e a violência de modo geral, essa afirmação possa ser bastante questionada. Mas, além de nós, os chimpanzés, gorilas, orangotangos e outros primatas têm também cérebros já bastante sofisticados e praticam ações que demonstram um grau de inteligência bastante elevado. E fora os primatas, outras espécies parecem ser também bastante desenvolvidas. A lista é surpreendente:

1. O porco
Provavelmente você está surpreso, mas é isto mesmo: entre os animais domesticados pelo Homem, o porco é o mais inteligente do planeta. Por incrível que pareça, as pesquisas comprovam que as habilidades do porco chegam a superar as dos cachorros e gatos. Eles entendem como funciona um espelho, por exemplo. Numa experiência realizada há alguns anos, alguns porcos foram treinados para movimentar um cursor com os focinhos, numa tela de vídeo, e a diferençar imagens que já tinham visto, de outras que estavam vendo pela primeira vez. Eles foram mais bem sucedidos do que chimpanzés.

2. O polvo
Você se lembra daquele polvo, o “Paul”, do Aquário Marinho (Sea Life Centre) de Oberhausen, na Alemanha? Aquele que fez sucesso durante a Copa do Mundo, na África do Sul, acertando muitos resultados de jogos? Pois bem, está provado que, da mesma forma que os porcos são os animais mais espertos entre as espécies domesticadas, os polvos são os mais inteligentes entre os invertebrados. Testes com labirintos e resolução de problemas provaram que esses octópodes possuem memórias de fatos recentes e remotos. Eles conseguem abrir frascos, apertar parafusos e até pegar um sanduíche dentro de uma cesta. São os únicos invertebrados que são capazes de usar ferramentas. Alguns foram vistos pegando cascas de coco e transformando-as em abrigos.

3. O corvo
“Nevermore!” (“Nunca mais!”) dizia essa ave, no poema “The Raven” (“O Corvo”), de Edgar Allan Pöe. Sim, o corvo é capaz de imitar o som de algumas palavras, como o papagaio. Em diversas lendas, o corvo aparece como um trapaceiro ou portador de maus presságios, mas, na realidade, eles são bastante inteligentes. Como os polvos, eles são capazes de usar ferramentas simples, armazenar alimentos para o inverno e memorizar experiências para uso em circunstâncias futuras. Um deles foi observado usando a folha dura de uma árvore, como se fosse uma faca, para fazer nozes caírem numa rua movimentada e serem esmagadas pelas rodas dos automóveis, para que eles pudessem comer as sementes. Notável, não? Eles também podem reconhecer pessoas e lembrar-se dos seus rostos durante anos.

4. Os golfinhos
Estes, com toda certeza, são um dos animais mais inteligentes de toda a espécie animal. Parece até que eles têm uma linguagem própria e, através dela, se comunicam entre si. Cientistas fizeram diversas tentativas para decifrar essa linguagem, mas, até agora, não obtiveram sucesso. Quem já viu esses cetáceos se exibindo em aquários, sabe que eles são capazes de obedecer a inúmeros comandos dos seus treinadores. Há alguns anos, pescadores viram golfinhos arrancando pedaços de esponjas do mar e envolvendo seus narizes com eles, para evitar escoriações.

5. Os elefantes
Esses paquidermes extremamente inteligentes vivem em sociedades complexas, nas quais prevalece uma hierarquia e demonstram solidariedade com outros animais. As fêmeas, quando grávidas, reconhecem e comem certo tipo de erva que induz o parto. Usam ferramentas para diversas finalidades. Certa vez, um grupo de elefantes foi visto atirando pedras com as trombas em cercas eletrificadas para cortar a corrente. Por ocasião da morte de um membro do grupo, seguem rigorosos e complicados rituais fúnebres e costumam visitar os túmulos dos falecidos.

Inteligência & Instrução
Entre nós, humanos, é preciso fazer uma distinção entre a verdadeira inteligência e o simples raciocínio (instrução, memória, cultura ou erudição). Existem intelectuais estúpidos e analfabetos geniais e a recíproca é verdadeira. Inteligência é uma questão de sensibilidade de espírito e isso não se aprende na escola.
Fonte:Curiosidade

As 5 lições de capitalismo das favelas brasileiras

1rd_ROCINHA_by_Alex.jpgAs últimas duas décadas foram palco de uma verdadeira revolução nas favelas brasileiras. A pirâmide social delas se inverteu. Se antes a proporção entre pobres e classe média ficava em torno de 65% e 35%, ela agora está ao contrário.

Pelos dados do Data Favela 2015 (maior pesquisa nacional com moradores de favela do Brasil), mais de 65% dos favelados são classe média e 7% estão nas classes A e B. Muito se fala dos hábitos de consumo das favelas brasileiras: roupas de marca, TVs de tela plana, smartphones, geladeiras, viagens de avião. Mas mais do que uma revolução de consumo, ela vive uma revolução empreendedora. Muitos moradores de favela têm ou querem ter seu próprio negócio.  Eles são, em outras palavras, capitalistas em potencial. E esses negócios, por ocorrerem muitas vezes entre a formalidade e a informalidade, muitas vezes cumprem funções que, no senso comum, só podem ser cumpridas por grandes investimentos de estado ou de grandes empresas.